Sobre o tema da redação

Com a proximidade da segunda etapa do PSS, começam as especulações sobre o tema da redação. Sobre que a banca pedirá aos alunos que dissertem ou narrem? Em que medida saber o que pode cair ajudará o aluno a produzir um bom texto?

“Acertar” o tema é importante, pois permite que o aluno faça um exercício prévio sobre o que irá redigir na ocasião da prova. O ato de reescrever propicia um reencontro com idéias já pensadas e com torneios frasais que, por já haverem sido formulados, deixaram trilhas no cérebro. É só refazer o caminho, aprofundando conceitos e melhorando a forma. A boa escrita, nunca é demais lembrar, decorre de muito exercício.

Mas ninguém deve ir para o vestibular confiando nos temas que já desenvolveu. Fazer isso é privilegiar a memória em detrimento da reflexão. O mais sensato é se preparar para a possibilidade de desenvolver qualquer tema. Chega-se a isso com um vasto acervo de informações e com o domínio das regras de composição do texto.  

Ler jornais e revistas é fundamental, pois um dos itens mais valorizados pelas bancas corretoras é a informatividade, ou seja, a suficiência de informações. Alguns vêm confundindo isso com a mera recitação de dados estatísticos, e recheiam seus textos com cifras e percentagens. O resultado é uma dissertação descritiva e árida. Ser informativo é apresentar apenas os dados relevantes para o que se quer argumentar.

Quanto à técnica, há princípios não se podem esquecer: dividir o texto em três partes, destacar os parágrafos, fazer períodos curtos, apresentar o tema na Introdução e retomá-lo, com sugestões para “resolver o problema”, na Conclusão etc. Por que “resolver o problema”? Porque o tema dissertativo comporta um assunto controverso, sobre o qual a banca quer saber o posicionamento do aluno.

Mas não basta ser informativo e conhecer a técnica para se fazer uma boa redação. Esses requisitos são apenas parte do caminho. O resto tem a ver com a perícia no manejo das palavras – mas isso é questão de estilo e, como tal, foge à nossa alçada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>