Sem título – “Harry Potter” (Amanda da Silva Brito)

Até os nove anos, meu contato com a leitura se restringia praticamente a gibis. No Natal de 2004, minha mãe decidiu comprar de presente um livro um pouco maior, com o intuito de estimular meu hábito de ler. Ela passou a responsabilidade de escolher o livro a minha tia, que comprou os dois primeiros volumes da série “Harry Potter”. Um para mim, outro para minha irmã.

A princípio gostei da capa e da história, mas a leitura era tão diferente do que eu estava acostumada que o deixei de lado. Seis meses depois, encontrei os dois livros guardados e praticamente intocados. Decidi tentar ler de novo e, dessa vez, me apaixonei pela história e por todos os personagens. A partir daí, cada lançamento de livro e estreia de filme eram esperados ansiosamente.

A obra de J. K. Rowling me ensinou, entre outras coisas, o verdadeiro significado da amizade, do sacrifício e da coragem. Mostrou-me que as escolhas de uma pessoa influenciam e constroem sua vida. Ler “Harry Potter” enquanto crescia me ajudou a tomar as decisões certas, a construir meu caráter e descobrir o que quero ser. Por meio dela, fiz grandes amigos, que vieram a se tornar os melhores, e aprendi a valorizá-los.

Muitos acreditam que é uma série sobre magia, em que falta conteúdo e sobra fantasia, mas crescer lendo esses livros e amadurecer com os personagens foi o que fez minha infância valer a pena. Além disso, foi por causa da paixão por essa série que desenvolvi meu hábito de leitura e que hoje não consigo viver sem livros.

(Extensivo 2012)