Evite argumentos vagos e genéricos

“Se todos forem atingidos por algum tipo de preconceito, o mundo vai se tornar atrasado e as pessoas vão viver em depressão, o que tornará o planeta um verdadeiro caos.” (Da redação de um aluno)

 

argumento de consequência, como o nome diz, é aquele que defende determinado ponto de vista visando aos efeitos que ele pode gerar. Ocorre, por exemplo, quando se combate a extinção das áreas verdes em prol de um ar mais puro, livre de gás carbônico.

Na passagem acima, um de nossos alunos lança mão desse tipo de argumento para condenar o preconceito. O problema é que os efeitos que ele apresenta são genéricos e um tanto confusos.

A possibilidade de “o mundo se tornar atrasado”, as pessoas “ficarem deprimidas” e “o planeta se tornar caótico” não se vincula diretamente ao que o estudante pretende combater. Há consequências diretas do preconceito (como, por exemplo, o estímulo à violência e à segregação social) que teriam dado ao texto maior consistência argumentativa.