CONCURSO PÚBLICO – Perfil das principais bancas elaboradoras

Cesgranrio – Mede a capacidade de o aluno interpretar textos de diferentes gêneros e possuir conhecimentos básicos de gramática. Os textos são entre médios e longos, o que exige atenção redobrada. As bancas costumam enfocar temas relacionados à atualidade, por isso o concurseiro deve procurar se informar sobre diversos assuntos. Deve também ficar atento aos enunciados, que são às vezes capciosos, ou seja, podem confundir quem não os ler com muita atenção.

Cespe – Aborda textos sob os aspectos interpretativo, semântico e gramatical, procurando também avaliar a capacidade de o candidato reconhecer diferentes usos da linguagem (formal, coloquial etc.). Ao contrário das outras bancas, não utiliza os testes de múltipla escolha; avaliação é feita mediante uma sequência de afirmações sobre as quais o concurseiro deve se posicionar dizendo se estão certas ou erradas. Esse não tem sido, contudo, um procedimento rígido; em recente prova para o TCE – PB, as questões foram de múltipla escolha e com apenas uma resposta certa. Nesse caso, a ênfase recaiu sobre semântica, coesão e emprego dos conectivos.

Fundação Carlos Chagas – A banca tem um perfil conservador e dá ênfase ao domínio da variante culta da língua. Enfatiza também a interpretação de textos, por isso candidato deve praticar muito a leitura e fazer exercícios interpretativos. Na interpretação, avalia a capacidade de o concurseiro relacionar partes do texto, percebendo os nexos semânticos e lógicos que existem entre elas. São comuns questões em que determinado enunciado é reescrito de diversas formas a fim de o candidato apontar aquela que preserva o sentido original; nesse tipo de questão, avalia-se também o domínio da norma culta.

Fundação Getúlio Vargas – Geralmente apresenta um único texto, sobre o qual a banca faz questionamentos interpretativos e gramaticais. Ao lado desse texto básico, podem aparecer charges ou outro tipo de criação visual. Na interpretação, a banca mede a competência do candidato para reconhecer os recursos que aumentam a eficácia do texto (como os tipos de argumento). Também o avalia quanto à capacidade de julgar a reescrita de determinadas passagens, que deve assegurar o sentido e a correção gramatical dos produtos originais. Utiliza testes de múltipla escolha com cinco alternativas, das quais apenas uma é correta.

Vunesp – Aborda interpretação de textos e questões gramaticais. O questionamento gramatical frequentemente se dá a partir de fragmentos retirados dos textos. A banca costuma alternar textos e charges para o questionamento tanto interpretativo quanto gramatical, em que são comuns questões sobre a crase, o emprego dos pronomes e o uso dos conectivos. Coesão textual e significação das palavras estão entre os tópicos comumente cobrados. As questões são de múltipla escolha com cinco alternativas, uma das quais o candidato deve marcar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>