Obra Aberta

Entre os fatos e a memória – Carlos Heitor Cony

Por Chico Viana Com erudição e liberdade de pensamento, Cony associa a representação dos dilemas pessoais à visão crítica da realidade brasileira           Carlos Heitor Cony nasceu em 14 de março de 1926, no Rio de Janeiro. Residiu por um breve tempo em Niterói, onde ocorreu um episódio que marcou sua infância. Devido ao […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

Do riso à crítica social – Chico Anysio

Por Chico Viana                                                                    O humor do artista cearense que refletiu a alma do povo brasileiro          O Brasil reconhecia em Chico Anysio um artista múltiplo, que tinha no riso o […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

A vida é a bolha ao vento – Lygia Fagundes Telles

Por Chico Viana                  Lygia Fagundes Telles tematiza a fragilidade das escolhas humanas num mundo regido pelas determinações sociais          Lygia Fagundes Telles, nascida em São Paulo a 19 de abril de 1923, foi a quarta filha do casal Durval de Azevedo Fagundes e Maria do Rosário Silva Jardim de Moura. Seu gosto por […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

A felicidade está nas coisas simples — Mario Quintana

OBRA ABERTA – Mario Quintana     Por Chico Viana            Com uma nostalgia perpassada de humor, o poeta nos ensina que o ser humano não precisa de muito para ser feliz   Mario Quintana nasceu em Alegrete (MG), no ano de 1906, e se mudou para Porto Alegre em 1919. Estudou […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

A poesia em jogo – José Paulo Paes

                  O exercício lúdico com as palavras desvenda as tramas da vida?            José Paulo Paes nasceu em Taquaritinga (SP), no dia 22 de julho de 1926, e morreu em 1998 na cidade de São Paulo. Estudou Química Industrial antes de se dedicar à literatura, sua verdadeira vocação. Atribui-se o despertar do seu gosto […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

Uma voz pela liberdade – Castro Alves

           Participação social e visão objetiva da sexualidade inserem o poeta na terceira geração do Romantismo brasileiro             Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871) nasceu na fazenda Cabaceiras, perto da vila de Curralinho, hoje chamada Castro Alves (BA). Em 1853 mudou-se com a família para Salvador, onde estuda no colégio […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

Um anatomista social – Aluísio de Azevedo

                                       No autor maranhense, ciência e filosofia ajudam a ver a sociedade              Aluísio (Tancredo Belo Gonçalves) de Azevedo é o mais importante representante do Naturalismo em nossa literatura. Seu romance “O […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

As coisas belas e simples – Rubem Braga

          Com lirismo e um ouvido sensível ao registro oral, Rubem Braga modernizou a crônica brasileira          A crônica adquiriu entre nós, a partir de meados do século passado, um nível de excelência linguística que a fez invadir as antologias escolares.  Concorreu para isso a produção de uma série de jornalistas-escritores que […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

Uma poética sombria – Augusto dos Anjos

        Ao aliar a dissonância formal à representação de tormentos pessoais, Augusto dos Anjos antecipou a modernidade brasileira              Conta-se que, ao saber da morte de Augusto dos Anjos, Olavo Bilac pediu que lhe recitassem um poema do paraibano. Depois de ouvir “Versos a um coveiro”, teria comentado: “Fez bem em […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL

O nacionalismo libertário – Monteiro Lobato

                   Para Monteiro Lobato, que teve obras recentemente contestadas, a literatura era uma afirmação da brasilidade            José Bento Renato Monteiro Lobato (1882-1848) é uma das figuras mais curiosas das nossas letras. Num país em que os escritores são na maioria burocratas e […]

By Chico Viana | Escritos . Obra Aberta
DETAIL