Crônicas

Voyeur da alegria

Nunca fui de brincar carnaval. Sempre me faltou espontaneidade para aderir ao torvelinho da massa, cantar e dançar com faz a maioria. Tem gente para quem os acordes de Vassourinhas soam como uma faísca elétrica, um toque de despertar que acende espasmos no corpo.Infelizmente, não sou assim. Talvez por isso desenvolvi uma envergonhada inveja dos […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Votar ou não votar?

Ninguém viverá hoje esse dilema, pois entre nós votar é obrigatório. No máximo, alguns vão se dividir entre anular ou não o voto. Com essa onda de desencanto produzida pelos ventos da corrupção, é possível que muitos escolham essa forma calada e raivosa de protesto. Fizeram isso uma vez no Rio, elegendo um tal de macaco […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Vida urgente

Ligo para o amigo Dantas a fim de lhe desejar um feliz aniversário. Conversamos trivialidades, até que surge a observação infalível em circunstâncias como essa: o tempo vem passando muito rápido. Ainda ontem comemorávamos o Natal…Foi um filósofo francês chamado Henri Bergson quem apontou a diferença entre tempo e duração. Segundo ele, o tempo é […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Vestido para morrer

Há de tudo neste mundo. Li na internet a entrevista de uma estilista alemã especializada em roupas para defuntos. A princípio achei a idéia esquisita, depois me dei conta de que não é tão absurda assim. Ninguém se enterra nu; logo, não é irrelevante que o indivíduo se preocupe com a roupa com a qual […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Traição

Eusébio era obcecado pela língua portuguesa. Desde moço lia Eça, Rui, Camilo, que para ele eram os expoentes do idioma. A leitura dos clássicos incutiu-lhe a idéia de que o uso do vernáculo devia ser apurado e solene. Nada de plebeísmos, nada da vulgaridade com que os incultos o maltratam no dia-a-dia. Para Eusébio uma silabada, […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Teia de equívocos

Dizem que no início dos tempos não havia distância entre as palavras e as coisas. Cada objeto ou ser eram o que significavam e, reciprocamente, significavam o que eram.  A palavra “fogo” queimava, a palavra “medo” tremia, e um vocábulo como “dor” não deixava de sofrer. Falar disso é entrar no reino da animização, mas não […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Sobre o tema da redação

Com a proximidade da segunda etapa do PSS, começam as especulações sobre o tema da redação. Sobre que a banca pedirá aos alunos que dissertem ou narrem? Em que medida saber o que pode cair ajudará o aluno a produzir um bom texto?“Acertar” o tema é importante, pois permite que o aluno faça um exercício […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Relendo a tragédia grega

A sorte é um dos maiores mistérios para o ser humano. Uns a negam, dizendo que as circunstâncias positivas que cercam a vida de uma pessoa são fruto do acaso. Outros a vêm como o Destino a favor. Quando o Destino conspira contra, a sorte deixa de ser sorte e se chama fado. É o fado […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

Propinildo caixadois

Como estamos na época de entrevistar candidatos, transcrevo abaixo a conversa que tive com Propinildo Caixadois. Propinildo não é de situação nem de oposição; é de circunstância. Ouvi-lo pode nos a ajudar a entender o atual momento, em que já não se distingue política de contravenção. Vamos às perguntas e respostas:P.: Propinildo, você resolveu se […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL

O mau português é desemprego

Qual o nosso grau de tolerância com os erros de português? Somos rigorosos ou, pelo contrário, tendemos a condescender com as transgressões à norma? Não temos o rigor dos franceses, para quem uma infração ortográfica é caso de segurança nacional. Mas bem que podíamos ser um pouco mais cuidadosos. Lula é um bom exemplo do nosso […]

By admin | Crônicas . Escritos
DETAIL